Covid-19: implicações em estudantes idosos de uma universidade aberta à terceira idade em tempos de distanciamento social

Autores

  • Refferson Lima Silva USP
  • Beatriz Aparecida Ozello Gutierrez
  • Rosa Yuka Sato Chubaci
  • Thais Bento Lima da Silva

DOI:

https://doi.org/10.61583/kairs.v26i33.38

Palavras-chave:

Covid-19, Distanciamento social, EACH/USP 60+

Resumo

Este estudo objetivou investigar as implicações do distanciamento social imposto pela pandemia da Covid-19 a um grupo de idosos estudantes da EACH/USP 60+. É uma  pesquisa qualitativa que teve como referencial metodológico a Fenomenologia Social de Alfred Schütz, da qual participaram 33 idosos que responderam a um questionário semiestruturado na plataforma Google Forms. A experiência dos participantes no distanciamento social mostrou a dificuldade que enfrentaram com o contexto da pandemia. Entretanto, percebeu-se que, ao decorrer de suas vivências, os participantes conseguiram utilizar-se de estratégias, tais como uso de tecnologias e apoio familiar, para lidarem melhor com o momento em que viviam.

Referências

Aldwin, C. M., & Igarashi, H. (2016). Coping, optimal aging, and resilience in a sociocultural context. In: Bengston, V. L., & Settersten, R.A. (Eds.). Handbook of Theories of Aging (3rd ed., pp. 551-576). Springer Publishing Co.

Applegate, W. B., & Ouslander, J. G. (2020). COVID-19 Presents High Risk to Older Persons. Journal of the American Geriatrics Society, 68(4), 681. https://doi.org/10.1111/jgs.16426.

Brandão, V. C., & Zatt, G. B. (2015). Percepção de idosos, moradores de uma instituição de longa permanência de um município do interior do Rio Grande do Sul, sobre qualidade de vida. Aletheia, (46), 90-102. Recuperado de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-03942015000100008 &lng=es&nrm=iso

Brech, G. C., Silva, K. R., Silva, A. P. da, Cavalcante, T. C. B., Montiel, J. M., Lima, A. M. S., & Alonso, A. C. (2020). O distanciamento social na pandemia do COVID-19 na saúde mental, nos hábitos alimentares e na capacidade física em idosos: ensaio reflexivo. Revista Kairós-Gerontologia, 23, 265-285. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2020v23i0p265-285

Cachioni, M., & Falcão, D. V. S. (2009). Velhice e educação: possibilidades e benefícios para a qualidade de vida. In D. V. S. Falcão, & L. F. Araújo, (Orgs.). Psicologia do envelhecimento: relações sociais, bem-estar subjetivo e atuação profissional em contextos diferenciados (pp. 175-194). Alínea.

Carneiro, R. S., Falcone, E., Clark, C., Del Prette, Z., & Del Prette, A. (2007). Qualidade de vida, apoio social e depressão em idosos: Relação com habilidades sociais. Psicologia: Reflexão e Crítica, 20(2), 229-237. https://doi.org/10.1590/s0102-79722007000200008.

Castro, F. F. (2012). A sociologia fenomenológica de Alfred Schutz. Ciências Sociais Unisinos, 48(1), 52-60. https://doi.org/10.4013/csu.2012.48.1.06

Chen, A. T., Ge, S., Cho, S., Teng, A. K., Chu, F., Demiris, G., & Zaslavsky, O. (2021). Reactions to COVID-19, information and technology use, and social connectedness among older adults with pre-frailty and frailty. Geriatric Nursing, 42(1). https://doi.org/10.1016/j.gerinurse.2020.08.001

Das, M., Bhattacharyya, A. (2021) Social distanciation through COVID-19: a narrative analysis of Indian Peri-Urban Elderly. Social Sciences & Humanities, 4(1). Recuperado de https://pesquisa.bvsalud.org/global-literature-on-novel-coronavirus-2019-ncov/resource/pt/covidwho-1127035

Francisco, P. M. S. B, Borim, F. S. A., Segri, N. J., Deborah, C. M. (2016). Prevalência simultânea de hipertensão e diabetes em idosos brasileiros: desigualdades individuais e contextuais. Ciência & Saúde Coletiva, 23(11), 3829-3840. https://doi.org/10.1590/1413-812320182311.29662016

Heilborn, M. L. A., Peixoto, C. E., & Barros, M. M. (2020). Tensões familiares em tempos de pandemia e confinamento: cuidadoras familiares. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 30, e300206. http://dx.doi.org/10.1590/s0103-73312020300206.

Jesus, M. C. P., Capalbo, C., Merighi, M. A. B., Oliveira, D. M., Tocantins, F. R., Rodrigues, B. M. R. D., & Ciuffo, L. L. (2013). A fenomenologia social de Alfred Schultz e sua contribuição para a enfermagem. Revista Escola de Enfermagem da USP, 47(3), 736-741. https://doi.org/10.1590/S0080-623420130000300030

Kasar, K. S., & Karaman, E. (2021). Life in lockdown: social isolation, loneliness and quality of life in the elderly during the COVİD-19 pandemic: a scoping review. Geriatric Nursing (New York, N.Y.), 42(5), 1222-1229. https://doi.org/10.1016/j.gerinurse.2021.03.010

Longo, L. A. F. B., Oliveira, A. B., Macedo, D. R., & Jurza, P. H. (2012). Idosos que moram sozinhos em Minas Gerais: independência ou vulnerabilidade? Anais do 18º Encontro Nacional de Estudos Populacionais. ABEP. Recuperado de http://www.abep.org.br/publicacoes/index.php/anais/article/view/2012/1970

Mella-Morambuena, J., López-Angulo, Y., Sáez-Delgado, Y., & Del Valle, M. (2020). Estrategias de afrontamiento en apoderados durante el confinamiento por la COVID-19. CienciAmérica, 9(2), 322-333.

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância de Saúde. Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública. (2020). Boletim Epidemiológico 01 - Infecção Humana pelo Novo Coronavírus (2019-nCoV). Recuperado de https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2020/janeiro/28/Boletim-epidemiologico-SVS-28jan20.pdf

Moraes, C. L. D., Marques, E. S., Ribeiro, A. P., & Souza, E. R. D. (2020). Violência contra idosos durante a pandemia de Covid-19 no Brasil: contribuições para seu enfrentamento. Ciência & Saúde Coletiva, 25(Suppl. 2), 4177-4184. https://doi.org/10.1590/1413-812320202510.2.27662020

Neupert, S. D., Neubauer, A. B., Scott, S. B., Hyun, J., & Sliwinski, M. J. (2019). Back to the future: Examining age differences in processes before stressor exposure. The Journals of Gerontology Series B: Psychological Sciences and Social Sciences, 74(1), 1-6.https://doi.org/10.1093/geronb/gby074

Nussbaumer-Streit, B., Mayr, V., Dobrescu, A. I., Chapman, A., Persad, E., Klerings, I., Wagner, G., Siebert, U., Christof, C., Zachariah, C., & Gartlehner, G. (2020). Quarantine alone or in combination with other public health measures to control COVID-19: a rapid review (Review). The Cochrane database of systematic reviews, 4(4), CD013574. https://doi.org/10.1002/14651858.CD013574

Possamai, V. D., Silva, P. C., Silva, W. A., Sant´Helena, D. P., Griebler, E. M., Vargas, G. G., Martins, V. F., & Gonçalves, A. K. (2020). Uma nova realidade: aulas remotas de atividade física para idosos na pandemia de Covid-19. Revista Kairós-Gerontologia, 23, 77-98. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2020v23i0p77-98

Remuzzi, A., & Remuzzi, G. (2020). COVID-19 and Italy: what next? The Lancet, 395(10231), 1225-1228. https://doi.org/10.1016/S0140-6736(20)30627-9

Rosa, A. L., Falcão, D. V. S., Graeff, B., Camargo, R. C., & Chubaci, R. Y. S. (2020). Teatro e pandemia da Covid-19:repercussões nas relações sociofamiliares de atores e atrizes idoso(a)s da USP 60+. Revista Kairós-Gerontologia, 23, 647-671. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2020v23i0p647-671

Romero, D. E., Muzy, J., Damacena, G. N., Souza, N. A. D., Almeida, W. D. S. D., Szwarcwald, C. L., & Silva, D. R. P. D. (2021). Idosos no contexto da pandemia da COVID-19 no Brasil: efeitos nas condições de saúde, renda e trabalho. Cadernos de saude publica, 37(3), e00216620.

Sad, I. (2001). Revisão de vida, autoconhecimento e auto-aceitação: tarefas da maturidade. In A. L. Neri (Ed.). Desenvolvimento e envelhecimento: perspectivas biológicas, psicológicas e sociológicas (pp. 53-69). Papirus.

Santos, E. A., Gutierrez, B. A. O., Oliveira, C. R. B., & Chubaci, R. Y. S. (2018). Um exemplo de ser velho: envelhecer ativamente pela prática da dança sênior. In J. S. Pedroso, L. F. Araújo, & D. V. S. Falcão (Orgs.). Violência e cuidado na velhice (pp. 271-285). CRV. Schütz A. (1974). A fenomenologia Del mundo social. Paidos.

Silva, T. B. L., Santos, A. N. M., Almeida, E. B., Suzuki, M. Y., Baptista, R. V., Ordonez, T. N., & Silva, H. S. (2020). Plano de Gestão Gerontológica: a atuação do Gerontólogo e da Associação Brasileira de Gerontologia (ABG) em tempos de Quarentena da COVID-19. Revista Kairós-Gerontologia, 23, 333-354. https://doi.org/10.23925/2176-901X.2020v23i0p333-354

Silveira, M. M., Rocha, J. P, Vidmar, M. F., Wibelinger, L. M., & Pasqualotti, A. (2010). Educação e inclusão digital para idosos. RENOTE-Revista Novas Tecnologias na Educação, 8(2). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/15210/0

Teixeira, J. M. S. (2018). O gerontólogo como gestor do cuidado formal domiciliar: um olhar da fenomenologia social. [Dissertação de Mestrado, Universidade de São Paulo]. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100141/tde-22052018-193534/pt-br.php

White, D. B., & Lo, B. (2020). A Framework for Rationing Ventilators and Critical Care Beds during the COVID-19 Pandemic. JAMA - Journal of the American Medical Association, 323(18), 1773-1774. https://doi.org/10.1001/jama.2020.5046

World Health Organization. (2009). Global health risks: mortality and burden of disease attributable to selected major risks.

World Health Organization. (2021). COVID-19 Weekly Epidemiological Update. Edition 52, published 10 August 2021.

Downloads

Publicado

2023-12-23

Como Citar

Lima Silva, R., Ozello Gutierrez, B. A., Yuka Sato Chubaci, R., & Bento Lima da Silva, T. (2023). Covid-19: implicações em estudantes idosos de uma universidade aberta à terceira idade em tempos de distanciamento social . KAIRÓS-GERONTOLOGIA, 26(33). https://doi.org/10.61583/kairs.v26i33.38

Edição

Seção

Artigos Originais