Estimulação cognitiva multicomponentes aliada às ações educativas para idosos saudáveis em contexto de pandemia da COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61583/kairs.v26i33.26

Palavras-chave:

Idoso, Estimulação Cognitiva, Covid-19

Resumo

Com a pandemia da COVID-19, emergiram novos desafios para um envelhecer saudável. Considerando que o declínio cognitivo tem importante influência na condição física e psicológica dos idosos, este estudo objetivou identificar os potenciais benefícios de uma intervenção de estimulação cognitiva multicomponentes para idosos saudáveis realizada no contexto da pandemia da COVID-19 de maneira remota. Foram 11 sessões programadas com aula educativa e atividades de estimulação cognitiva, com idosos participantes das oficinas de estimulação cognitiva, oferecidas no programa USP 60+ da Universidade de São Paulo. Os participantes passaram por avaliação pré e pós-intervenção através de um protocolo de avaliação da cognição global, avaliação do humor e avaliação funcional. Os resultados indicaram redução nos níveis de ansiedade dos participantes.

Referências

Aartsen, M. J., Smits, C. H. M., Tilburg, T., Knipscheer, K. C. M., & Deeg, D. J. H. (2002). Activity in older adults: cause or consequence of cognitive functioning? A longitudinal study on everyday activities and cognitive performance in older adults. Journal of Gerontology: Psychological Sciences, 57B(2), P153–P162.

Almeida, O. P., & Almeida, S. A. (1999). Confiabilidade da versão brasileira da Escala de Depressão em Geriatria (GDS) versão reduzida. Arq neuropsiquiatr, 57(2B), 421-6.

Alves, J. E. D. (2019, junho 17). Envelhecimento populacional no Brasil e no mundo segundo as novas projeções da ONU. Portal do Envelhecimento e Longeviver. https://www.portaldoenvelhecimento.com.br/envelhecimento-populacional-no-brasil-e-no-mundo-segundo-as-novas-projecoes-da-onu/

Apolinário, D., & Vernaglia, I. F. G. (2017). Estilo de vida e Cognição na Velhice. In E. V. Freitas, L. Py, F. A. X. Cançado, J. Doll, M. L.Gorzoni, & S. M. Rocha (Eds.), Tratado de Geriatria e Gerontologia (4a ed., pp. 1444-1449). Guanabara Koogan.

Bardin, L. (2016). Análise de Conteúdo (Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro, Trads.). Edições 70.

Camarano, A. A., & Kanso, S. (2017). Envelhecimento da População Brasileira - Uma contribuição Demográfica. In E. V. Freitas, L. Py, F. A. X. Cançado, J. Doll, M. L.Gorzoni, & S. M. Rocha (Eds.), Tratado de Geriatria e Gerontologia (4ª ed., pp. 52-65). Guanabara Koogan.

Carvalho, F. C. R., Neri, A. L. & Yassuda, M. S. (2010). Treino de Memória Episódica com Ênfase em Categorização para Idosos sem Demência e Depressão. Psicologia: Reflexão e Crítica, 23(2), 317-23. https://doi.org/10.1590/S0102-79722010000200014

Casemiro, F. G., Rodrigues, I. A., Dias, J. C., Alves, L. C. S., Ynouye, K., & Gratão, A. C. M. (2016). Impacto da estimulação cognitiva sobre depressão, ansiedade, cognição e capacidade funcional em adultos e idosos de uma universidade aberta da terceira idade. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 19(4), 683-94. https://doi.org/10.1590/1809-98232016019.150214

Chariglione, I. P. F. S., Janczura, G. A. J., & Belleville, S. (2018). Cognitive interventions to improve memory in healthy older adults: the use of Canadian (MEMO) and Brazilian (Stimullus) approaches. Estudos de Psicologia (Natal), 23(1), 2-13. https://dx.doi.org/10.22491/1678-4669.20180002

Coelho, F. F., & Michel, R. B. (2018). Associação entre cognição, suporte social e qualidade de vida de idosos atendidos em uma unidade de saúde de Curitiba/PR. Ciências & Cognição, 23(1), 54-62. https://www.cienciasecognicao.org/revista/index.php/cec/article/view/1349Crook, T. H., Feher, E. P., & Larabee, G. J. (1992). Assessment of memory complaint in age-associated memory impairment: The MAC-Q. International Psychogeriatrics, 4(2), 165-75. https://doi.org/10.1017/s1041610292000991

Farzin, A., Ibrahim, R., Madon, Z., Basri, H, Farzin, S. & Motalebizadeh, A. (2021). Effects of a Multi-Component Training Program on Healthy Older Adults' Prospective Memory Performance: Assessing Change Over Time. Frontiers in public health, 9, 594953. https://doi.org/10.3389/fpubh.2021.594953

Gomes, E. C. C., Souza, S. L., Marques, A. P. O., & Leal, M. C. C. (2020). Treino de estimulação de memória e a funcionalidade do idoso sem comprometimento cognitivo: uma revisão integrativa. Ciência & Saúde Coletiva, 25(6), 2193-202. https://doi.org/10.1590/1413-81232020256.24662018

Hair, J. F., Tatham, R. L., Anderson, R. E., & Black, W. (2005). Multivariate Data Analysis (5a ed.) Pearson Education.

Jonaitis, E., La Rue, A., Mueller, K., Koscik, R., Hermann, B., & Sager, M. A. (2014). Cognitive activities and cognitive performance in middle-aged adults at risk for Alzheimer’s disease. Psychology and aging, 28(4), 1004-14. https://doi.org/10.1037/a0034838

Lima-Silva, T. B., & Yassuda, M. S. (2012). Treino cognitivo e intervenção psicoeducativa para indivíduos hipertensos: efeitos na cognição. Psicologia: Reflexão e Crítica, 25, 30-40.

Lima-Silva, T. B., dos Santos, G., Zumkeller, M. G., de Castro Barbosa, M. E., Moreira, A. P. B., Ordonez, T. N., & Perpetuo, A. C. G. (2021). Efeitos das intervenções cognitivas na cognição e em variáveis sociais de adultos maduros e em idosos: uma revisão sistemática. Revista Kairós-Gerontologia, 24, 297-317.

Silva, T. B. L. D., Santos, G. D., Moreira, A. P. B., Ishibashi, G. A., Verga, C. E. R., Moraes, L. C. D., ... & Brucki, S. M. D. (2021). Intervenções cognitivas em adultos maduros e idosos, benefícios ao bem-estar psicológico e à qualidade de vida: um estudo de revisão sistemática. Dementia & Neuropsychologia, 15, 428-439.

Machado, A., & Haertel, L. M. (2014). Neuroanatomia Funcional (3a ed.). Atheneu.

Mao, H. F., Tsai, A.Y. J., Chang, L. H., & Tsai, I. L. (2021). Multi-component cognitive intervention for older adults with mixed cognitive levels: implementation and preliminary effectiveness in real-world settings. BMC geriatrics, 21(1), 543. https://doi.org/10.1186/s12877-021-02489-z

Marques, L. P. (2015). Qualidade de vida em idosos e sua associação com mudanças nas relações sociais e estilo de vida [Dissertação de mestrado, Universidade Federal de Santa Catarina]. Repositório Institucional da UFSC.https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/157302

Martiny, C., Silva, A. C. O., Nardi, A. E., & Pachana, N. A (2011). Tradução e adaptação transcultural da versão brasileira do Inventário de Ansiedade Geriátrica (GAI). Archives of Clinical Psychiatry (São Paulo), 38(1), 8-12. https://doi.org/10.1590/S0101-60832011000100003

McNair M., & Kahn R. (1983). Self-assessment of cognitive deficits. In T. Crook, S. Ferris, & R. Bartus (Orgs.), Assessment in geriatric psychopharmacology (pp. 137-44). Powey.

Neri, A. L., Borim, F. S. A., Batistoni, S. S. T., Cachioni, M., Rabelo, D. F., Fontes, A. P., & Yassuda, M. S. (2018). Nova validação semântico-cultural e estudo psicométrico da CASP-19 em adultos e idosos brasileiros. Cadernos de Saúde Pública, 34(10), e00181417. https://doi.org/10.1590/0102-311X00181417

. Organização Pan-Americana da Saúde; Organização Mundial da Saúde. (2020, março 11). OMS afirma que COVID-19 é agora caracterizada como pandemia. https://www.paho.org/pt/news/11-3-2020-who-characterizes-covid-19-pandemic

Papalia, D. E., & Feldman, R. D. (2013). Desenvolvimento Humano (12a ed.). AMGH Editora Ltda.

Paradela, E. M. P., Lourenço, R. A., & Veras, R. P. (2005) Validação da escala de depressão geriátrica em um ambulatório geral. Revista de Saúde Pública; 39(6), 918-23. https://doi.org/10.1590/S0034-89102005000600008

Pieramico, V., Esposito, R., Cesinaro, S., Frazzini, V., & Sensi, S. L. (2014). Effect of non-pharmacological or pharmacological intervention on cognition and brain plasticity of eging individuals. Frontiers in Systems Neuroscience, 8(153),1-10. https://doi.org/10.3389/fnsys.2014.00153

Romero D. E., Muzy J., Damacena, G. N., Souza, N. A., Almeida, W. S., Szwarcwald, C. L., Malta, D. C., Barros, M. B. A., Souza, P. R. B., Júnior, Azevedo, L. O., Gracie, R., Pina, M. F., Lima, M. G., Machado, I. E., Gomes, C. S., Werneck, A. O., & Silva, D. R. P. (2021). Idosos no contexto da pandemia da COVID-19 no Brasil: efeitos nas condições de saúde, renda e trabalho. Cadernos de Saúde Pública, 37(3):e00216620. https://doi.org/10.1590/0102-311X00216620

Schultheisz, T. S. V. (2019). Oficinas de Memória como recurso protetivo no processo de envelhecimento normal e sua repercussão na autoestima e qualidade de vida, [Tese de doutorado, Universidade Metodista de São Paulo]. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UMESP. http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1900 Schultheisz, T. S. V., Aquino, R. R., Alves, A. B. F., Radl, A. L. M., & Serafim, A. P. S. (2018). Effect of cognitive stimulation workshops on the self-esteem and cognition of the elderly A pilot project. Dement Neuropsychol, 12(4), 421-26.

Silva, M. V. S., Rodrigues, J. A., Ribas, M. S., Sousa, J. C. S., Castro, T. R. O., Santos, B. A., Sampaio, J. M. C., & Pegoraro, V. A. (2020). O impacto do isolamento social na qualidade de vida dos idosos durante a pandemia por COVID-19. Enfermagem Brasil,19(4 Supl), S34-S41. https://doi.org/10.33233/eb.v19i4.4337

StatSoft Inc. (2005). STATISTICA Data Analysis Software System, Version 7.1. http://www.statsoft.com

Yassuda, M. S., Batistoni, S. S. T., Fortes, A. G., & Neri, A. L. (2006). Treino de memória no idoso saudável: benefícios e mecanismos. Psicologia: Reflexão e Crítica, 19(3), 470-81. https://doi.org/10.1590/S0102-79722006000300016

Yesavage, J. A., Drink, T. L., Rose, T. L., Lum, O., Huang, V., Adey, M., & Leirer, V. O. (1982). Development and validation of geriatric depression screenig scale: a preliminar report. Journal of psychiatric research, 17(1), 37-49. https://doi.org/10.1016/0022-3956(82)90033-4

Downloads

Publicado

2023-12-23

Como Citar

de Jesus Viana Santos, J., Evaristo, F. R., Araújo de Jesus Silva, I., Soares dos Santos Assunção, R., Kimura , K. A., Januário, A. P., … Bento Lima da Silva, T. (2023). Estimulação cognitiva multicomponentes aliada às ações educativas para idosos saudáveis em contexto de pandemia da COVID-19. KAIRÓS-GERONTOLOGIA, 26(33). https://doi.org/10.61583/kairs.v26i33.26

Edição

Seção

Artigos